Header

Arruda dos Vinhos lança concurso de 1,5ME para requalificar bairro social

A Câmara de Arruda dos Vinhos, no distrito de Lisboa, decidiu hoje lançar um concurso para requalificar o bairro social João de Deus e respetiva zona envolvente, um investimento de 1,5 milhões de euros.

O projeto prevê reabilitar 16 moradias existentes, “que apresentam patologias graves ao nível de assentamentos da estrutura, coberturas muito degradadas com grandes infiltrações e em risco de colapso em alguns troços, infraestruturas bastante antigas e divisões longe das regulamentares”, refere a proposta de concurso, a que a agência Lusa teve acesso.

Para a requalificação destas habitações, a autarquia vai ter de realojar as respetivas famílias.

Com um prazo de execução de 18 meses, as obras contemplam também a construção de um edifício de três pisos, com 15 novos fogos de habitação.

Está também prevista a requalificação paisagística da zona envolvente ao bairro, “de modo a permitir uma maior mobilidade em toda a área circundante, com a execução de uma via de sentido único e lugares de estacionamento, um anfiteatro a céu aberto, espaços verdes e uma ciclovia junto à linha de água”.

Com este investimento, a autarquia pretende “aumentar a oferta de alojamento social” e realojar 31 famílias carenciadas.

As obras são financiadas em 442.500 euros pelo Programa Primeiro Direito, lançado pelo Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana, e o restante suportado pelo município, que contraiu um empréstimo de 442.500 euros para o efeito.

“É uma oportunidade de ouro para o município pôr em marcha uma das suas prioridades”, disse o presidente da câmara, André Rijo (PS), reconhecendo que, “sozinho, o município não teria capacidade para realizar o investimento”.

Em maio, Arruda dos Vinhos foi o primeiro município do país a assinar um contrato de apoio financeiro no âmbito daquele programa.

FCC // MCL

Lusa

Você também pode gostar ...

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

1