Header

Rede de jogo ilegal desmantelada nas Caldas da Rainha

A GNR das Caldas da Rainha desmantelou uma rede de jogo ilegal que operava na região do Oeste, tendo sido detidos 15 homens e apreendido diverso material de jogo, computadores e dinheiro, divulgou o comando de Leiria.

A rede foi desmantelada no âmbito de “uma investigação que durava há cerca de dois meses” e que culminou na última madrugada com “buscas não domiciliárias a dois armazéns que funcionavam quase como minicasinos onde era praticado jogo ilegal”, disse à Lusa Hugo Carneiro, comandante da GNR das Caldas da Rainha.

Os dois mandados de busca, foram cumpridos a partir das 00:10, num armazém situado na Azambujeira dos carros, no concelho do Bombarral, noutro armazém, na Nazaré e ainda em duas viaturas.

No total foram detidos 15 homens, todos portugueses, com idades entre os 25 e os 48 anos, indiciados pela prática de jogo ilícito e um homem de 41 anos “foi constituído arguido por exploração de jogo ilícito”, explica um comunicado da GNR.

Todos os detidos “foram restituídos à liberdade” sem terem sido notificados para comparecer em tribunal e, segundo a GNR, “três indivíduos foram identificados por se encontrarem na posse de 12,07 gramas de haxixe”, que foram apreendidas.

Na mesma operação, foi ainda apreendido “diverso material de jogo de poker, como quatro estojos/malas de fichas de jogo, seis mesas de jogo, uma arma branca tipo ‘butterfly’, 910 euros e três computadores portáteis”, refere o comunicado.

Segundo Hugo Carneiro, na rede de jogo ilegal “estavam envolvidas pessoas de toda a região Oeste, entre a Nazaré e Torres Vedras”, e os armazéns “estavam equipados com uma zona adaptada para bar”.

Na operação, que se prolongou até às 07:00 estiveram 26 militares da GNR, que contaram com a colaboração técnica de quatro inspetores do Serviço de Inspeção de Jogos do Turismo de Portugal.

Fonte: Lusa

Você também pode gostar ...

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

1