Header

“Em Portugal dizem que abri as portas aos treinadores”

mourinhodurantemonacofcp2004.artigoTécnico do Chelsea deixa incentivo aos ingleses, para estes se aventurarem noutros países.

Os jogadores e treinadores de futebol nascidos em Inglaterra não têm por hábito tentar uma aventura noutros países. Mas isso é algo que pode e deve mudar, aconselhou José Mourinho.

“Ir para o estrangeiro é uma experiência fantástica. Por vezes parece que jogadores ingleses e treinadores ingleses não gostam de ir para o estrangeiro e o que está a acontecer é que eles realmente não vão para o exterior mas há outros que estão a chegar a Inglaterra”, avisou.

O treinador português deixou esta análise, publicada no site oficial do Chelsea, a propósito do encontro com Steve McClaren, atual treinador do Derby County (que foi adversário do Chelsea neste fim de semana) mas que já passou pelo exterior, tendo sido campeão na Holanda ao serviço do Twente.

Mourinho deu o exemplo do seu país natal: “As pessoas em Portugal, onde neste momento muitos treinadores trabalham fora do país, dizem que eu abri as portas para eles. Muitas pessoas têm essa ideia. As pessoas não têm medo de sair e de procurar um futuro noutros países, abrindo as portas para outras pessoas fazerem o mesmo”.

“Se não há trabalho no nosso país natal, como treinador ou como treinador, temos que sair porque esta é uma vida profissional curta. Vão e aproveitem. Têm sempre a oportunidade de regressar. Temos que abrir os mercados, não só para nós, como para outras pessoas”, acrescentou José Mourinho.

O treinador do Chelsea aconselhou os ingleses, dizendo que estes “não devem ter medo de ser um pouco aventureiros”, acrescentando que os treinadores de Inglaterra “não são inferiores” aos restantes.

Fonte: relvado.sapo.pt

 

Você também pode gostar ...

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

1